segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Homem com tornozeleira eletrônica, desobedece ordem de abordagem em Guarapuava

No dia 28 out. 17, às 21h25min, policiais militares em patrulhamento pela Rua Jorge Silveira Do Amaral, Vila Carli, avistaram uma pessoa conduzindo uma motocicleta sem placa, em atitude suspeita. Ao dar voz de abordagem, o indivíduo tentou se evadir da equipe, sendo alcançado, dada voz de abordagem, e solicitado que o mesmo soltasse o capacete e colocasse as mãos na cabeça, sendo que o mesmo desobedeceu a ordem policial e colocou a mão na cintura para retirar um objeto, típico de saque de arma de fogo, momento que a equipe policial percebeu um volume na cintura do suspeito, e quando ele ergueu um pouco as vestes, foi visualizado no primeiro momento uma arma de fogo, o mesmo veio a retirar a mão da cintura e sendo ordenado para que colocasse as mãos na cabeça, onde o mesmo tentou retirar a arma da cintura novamente, momento que um dos policiais efetuou dois disparos em direção ao suspeito, vindo um deles atingir o joelho direito do autor, para repelir uma injusta agressão contra a equipe policial, sendo que após o autor ser atingido o mesmo continuou a colocar a mão na cintura e que após alguns minutos de verbalização com o autor foi possível chegar até o mesmo para poder imobiliza-lo e fazer a busca pessoal, onde foi localizado em sua cintura um simulacro de arma de fogo, do tipo pistola, na cor preta, com número de série, sem marca aparente. De imediato foi acionado a equipe do SAMU para dar atendimento ao autor, os quais o encaminharam para o hospital. Posteriormente foi identificado o autor (26), o qual se encontrava com tornozeleira eletrônica, que foi entrado em contato com o responsável pela monitorização eletrônica, o qual informou que o autor estava desobedecendo a ordem judicial, pois deveria naquele horário estar na sua residência. A motocicleta encontrava-se sem placa, com o chassi pinado, que em consulta via constou que a motocicleta é baixada pelo Detran, sendo recolhida ao pátio do 16º BPM. Em contato com a Escrivã de plantão na 14ª SDP, esta informou que para a situação seria apenas Termo Circunstanciado. O autor recebeu alta medica e foi encaminhado até o Cartório do Termo Circunstanciado para os procedimentos cabíveis. 

Fonte:16 BPM
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco