sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Criança é estimulada a tocar em homem pelado em performance de arte

Começou a circular nas redes sociais na noite desta quinta-feira vários vídeos mostrando uma menina tocando um homem nu, com o pênis à mostra, durante uma performance artística. O homem em questão é Wagner Schwartz, que fazia a performance no evento de abertura da 35ª Mostra Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo. 

O coreógrafo Schwartz estava apresentando La Bête, performance em que ele se “torna um Bicho de Lygia Clark e pode ser manipulado pelo público”, segundo descrição do site do museu.  “Schwartz manipula uma réplica de plástico de uma das esculturas da série Bichos (1960), de Lygia Clark. O objeto permite a articulação das diferentes partes do seu corpo através de suas dobradiças. O público será convidado a participar”, explica o site do próprio Schwartz.

O Museu de Arte Moderna de Saão Paulo se pronunciou ainda na noite desta quinta-feira sobre o vídeo. O MAM afirmou que “tem a prática de sinalizar aos visitantes qualquer tema sensível à restrição de público” e que “a sala estava devidamente sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez artística”. Segundo o Museu, “o trabalho não tem conteúdo erótico”. 

O MAM também destacou que “a criança que aparece no vídeo estava acompanhada de sua mãe durante a abertura da exposição”.





NOTA DE ESCLARECIMENTO
O Museu de Arte Moderna de São Paulo informa que a performance "La Bête", que está sendo questionada em páginas no Facebook, foi realizada na abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira, em evento de inauguração.
É importante ressaltar que o Museu tem a prática de sinalizar aos visitantes qualquer tema sensível à restrição de público. Neste sentido, a sala estava devidamente sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez artística. O trabalho não tem conteúdo erótico e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, artista historicamente reconhecida pelas suas proposições artísticas interativas.
É importante ressaltar que o material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada de sua mãe durante a abertura da exposição.
Portanto, os esclarecimentos acima denotam que as referências à inadequação da situação são fora de contexto.

Fonte:Gazeta do Povo
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | A informação ao seu alcance. Criado por: Cantu em Foco