segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Deficiente físico é agredido e tem cadeira de rodas motorizada roubada

Dirceu Nascimento, 39, tem um problema de saúde que afeta toda a parte direita do seu corpo e o faz andar de cadeira de rodas. Na madrugada da última sexta-feira (18), ele ganhou mais uma preocupação: foi assaltado em Boa Vista, capital de Roraima, e teve a sua cadeira motorizada roubada.
Nascimento ganhou a cadeira de rodas, que custa R$ 8 mil, do governo de Roraima. Ele tem esperanças de conseguir outra cadeira do estado. Enquanto isso, disse que está vivendo com uma cadeira que tinha em casa.
O cadeirante contou ao UOL que um homem o abordou em uma avenida da periferia da cidade, alegando que uma senhora de vestido preto havia roubado a sua bicicleta azul. Depois, o suspeito mudou a abordagem e o ameaçou com uma faca.
"Quando virei a cadeira para seguir meu caminho, ele colocou o facão no meu pescoço e falou para eu não gritar e não falar nada. Fiquei fazendo o que ele mandou", disse Nascimento.
Segundo o cadeirante, o assaltante pediu para que ele entregasse o seu celular e a sua bolsa. "Falei que não tinha. Ele disse: 'já que você não trouxe, vou levar a sua cadeira de rodas'. Eu pensava que ele ia me matar".
Os dois começaram a lutar. Nascimento disse que conseguiu segurar a faca e cortar o assaltante, que acabou o agredindo posteriormente e indo embora do local com a cadeira de rodas motorizada.
Dirceu Nascimento, 39, tem um problema de saúde que afeta toda a parte direita do seu corpo e o faz andar de cadeira de rodas. Na madrugada da última sexta-feira (18), ele ganhou mais uma preocupação: foi assaltado em Boa Vista, capital de Roraima, e teve a sua cadeira motorizada roubada.
Nascimento ganhou a cadeira de rodas, que custa R$ 8 mil, do governo de Roraima. Ele tem esperanças de conseguir outra cadeira do estado. Enquanto isso, disse que está vivendo com uma cadeira que tinha em casa.
O cadeirante contou ao UOL que um homem o abordou em uma avenida da periferia da cidade, alegando que uma senhora de vestido preto havia roubado a sua bicicleta azul. Depois, o suspeito mudou a abordagem e o ameaçou com uma faca.
"Quando virei a cadeira para seguir meu caminho, ele colocou o facão no meu pescoço e falou para eu não gritar e não falar nada. Fiquei fazendo o que ele mandou", disse Nascimento.
Segundo o cadeirante, o assaltante pediu para que ele entregasse o seu celular e a sua bolsa. "Falei que não tinha. Ele disse: 'já que você não trouxe, vou levar a sua cadeira de rodas'. Eu pensava que ele ia me matar".
Os dois começaram a lutar. Nascimento disse que conseguiu segurar a faca e cortar o assaltante, que acabou o agredindo posteriormente e indo embora do local com a cadeira de rodas motorizada.
Informações são do UOL.
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco