quarta-feira, 5 de julho de 2017

Mãe posta foto de bebê com piercing e causa polêmica na web

Ao postar uma foto de sua filha bebê com um piercing na bochecha, a americana Enedina Vance causou, obviamente, reações chocadas e raivosas de seus seguidores. O que muita gente não percebeu é que se tratava de uma ironia, que causou ainda mais polêmica ao ser revelada.
"Então furei a bochecha da minha bebê. Ficou bonitinho, não? Eu sei que ela vai amar! Ela vai me agradecer quando for mais velha e se ela decidir que não gosta mais, é só tirar, nada demais.
Eu sou a mãe, ela é minha criança e eu faço o que eu quiser. Vou tomar as decisões por ela até que complete 18 anos, eu a fiz, ela pertence a mim!! Não preciso da permissão de ninguém, eu acho que é melhor, mais bonito e eu prefiro que ela tenha um piercing na bochecha. Não é abuso! Se fosse, seria illegal, mas não é. As pessoas colocam piercings em seus bebês o tempo todo, isso não é diferente.
MEU BEBÊ, MINHA ESCOLHA! ESCOLHA DOS PAIS, DIREITO DOS PAIS! Não me julgue, todos criamos nossos filhos de maneiras diferentes, não é problema de mais ninguém".
O que muita gente não percebeu é que não era verdade e que a foto era somente um truque de Photoshop. Ao fim do post - que já conta com mais de 9 mil reações e 12 mil compartilhamentos - aparecia a hashtag “#sarcasmo” e um texto posterior explicou do que se tratava.
Segundo Enedina, a princípio, a intenção era abordar o tema circuncisão, que é retirada cirúrgica do prepúcio do pênis, praticada por razões higiênicas e/ou religiosas. A americana é militante contra esse procedimento desde quando deu à luz ao seu filho, em 1998. O tema não é consenso nem mesmo na comunidade médica e ainda gera muitas dúvidas.
Há dias sendo criticada e acusada de julgar outros pais, Enedina ainda está respondendo aos posts dos seus seguidores e afirma que a repercussão ajudou muita gente a refletir sobre o limite das decisões dos pais em relação aos corpos dos filhos.
O texto é do UOL.
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco