segunda-feira, 26 de junho de 2017

Você sofre de estresse visual? Descubra-o identificando estes 8 sintomas

Sentir os olhos ardendo pode ser um dos sintomas mais comuns do estresse virtual, mas também podemos apresentar outros, por não tomarmos as medidas adequadas em tempo hábil para cuidar de nossa visão.



A exposição contínua às telas dos dispositivos eletrônicos, aos raios UV do sol e às toxinas do ambiente são as razões pelas quais aumentaram os casos de estresse visual ou astenopia.


Esse problema, cada vez mais comum entre a população, caracteriza-se por uma incômoda sensação de cansaço ocular, acompanhada de visão embaçada, dificuldades para manter o foco e, em alguns casos, irritação.

Cerca de 80% das pessoas que trabalham diante de computadores sofrem com isso, ou já sofreram ao menos uma vez, e também é comum entre aqueles que forçam a vista em locais mal iluminados.

O mais preocupante é que muitos ignoram seus sintomas e, apesar do incômodo, não procuram um tratamento a tempo.

Por essa razão, é fundamental conhecer como se manifesta desde suas etapas iniciais e, após identificá-lo, consultar o oftalmologista.

1. Olhos secos

Mulher sem estresse visual

Os olhos secos são um sintoma que, se não for tratado, pode chegar a provocar dor e problemas de visão.

Ocorre pela deficiência de fluidos lacrimais, que se encarregam de manter os olhos protegidos e lubrificados.

Isso leva a uma incômoda sensação de ardor e irritação, parecida com quando caem pequenas partículas de sujeira nos olhos.

Ainda que seja um sintoma comum da exposição a ambientes contaminados, pode ocorrer pelo esforço que os olhos fazem devido ao estresse.

2. Coceira ocular
A sensação de coceira nos olhos, também conhecida como alergia ocular, é uma reação que alerta sobre a diminuição na produção de lágrimas.

Vem acompanhada de irritação do saco lacrimal e dor nos olhos e, em geral, aumenta quando se realizam atividades que requerem forçar os olhos.

3. Tonturas

Pessoa com estresse visual fechando os olhos

O estresse visual já foi relacionado a alguns tipos de tonturas e falta de coordenação, já que, quando os olhos se esforçam demais, diminui a energia e aumenta do cansaço do corpo em geral.

Nesse caso especial, é acompanhado por confusão e dores de cabeça frequentes, além de palidez e fraqueza nas extremidades.

4. Lacrimejar
Enquanto que, em alguns casos de estresse ocular, percebemos os olhos secos, há quem apresente um lacrimejar constante, devido ao esforço que os olhos precisam fazer.

Esse sintoma pode se apresentar pela presença de partículas e de substâncias do ambiente que entram nos olhos, ainda que, algumas vezes, alerte sobre um problema visual.

Ao percebê-lo, é necessário consultar um especialista para analisar se sua origem se dá por causa do estrese, do traumatismo ou de uma doença ocular.

5. Dor de cabeça

Mulher com dor de cabeça por causa do estresse visual

As dores de cabeça fortes, como as da enxaqueca, podem ser um sinal evidente de estresse e de cansaço ocular.

Essa reação se apresenta pela tensão e problemas de circulação que, ainda que não se notem, ocorrem por causa do excesso de trabalho.

Nesses casos, é fundamental analisar a presença de outros sintomas, já que também pode se originar por muitas outras razões.

6. Hipersensibilidade à luz
As pessoas que passam muitas horas diante do computador podem ter episódios recorrentes de hipersensibilidade à luz.

Isso por causa do estresse que os olhos sofrem, por causa das luzes que as telas emitem, o que afeta a circulação e sua capacidade de lubrificação.

É um transtorno que também é conhecido como fotofobia e, além do estresse, pode alertar sobre um traumatismo da córnea.

7. Conjuntivite

Mulher com estresse visual

Passar longas horas em frente das telas dos dispositivos eletrônicos aumenta o risco de desenvolver conjuntivite.

Esse problema é gerado quando a conjuntiva se inflama, neste caso, pelo excesso de trabalho ao qual os olhos são submetidos.

No entanto, cabe esclarecer que a maioria dos casos ocorre pela ação dos vírus, das bactérias e toxinas do ambiente.

8. Visão borrada
A visão embaçada e as dificuldades para ver pequenos detalhes são um sinal preocupante que alerta tanto sobre o estresse ocular quanto sobre doenças de refração e cegueira.

Após sofrê-la, é necessário consultar um especialista, já que é um sinal inicial de doenças visuais que demandam mais cuidado.

A maior parte das vezes, vem acompanhada com dores de cabeça, cansaço e outros sintomas já mencionados.

Recomendações finais
A fim de evitar todos os sintomas do estresse ocular, é fundamental fazer pausas durante o dia, e, se possível, praticar exercícios visuais várias vezes.
Também se recomenda dormir bem, já que o descanso é fundamental para a saúde em geral e, especificamente, da visão.
O ideal é fazer exames e revisões periódicas. Não devemos esquecer que, às vezes, a ocorrência desses problemas pode ser o indício de outras doenças.

Fonte: Melhor com Saúde
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | A informação ao seu alcance. Criado por: Cantu em Foco