sexta-feira, 9 de junho de 2017

Temer não responde as perguntas da Polícia Federal

O presidente Michel Temer se negou a responder as perguntas da  Polícia Federal, nesta sexta (09). A resposta do presidente está numa petição entregue ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), subscrita pelo criminalista Antônio Claudio Mariz de Oliveira.
“O presidente e cidadão Michael Temer está sendo alvo de um rol de abusos e de agressões aos seus direitos individuais e à sua condição de mandatário da Nação que colocam em risco a prevalência do ordenamento jurídico e do próprio Estado Democrático de Direito. O vulgo tem questionado: ‘Mas o que estão fazendo com o Presidente da República?’. E os seus amigos indagam: ‘Por que o Michel está sendo tratado desta forma?'”, afirma a defesa de Temer.
“Com efeito, primeiro ele foi coadjuvante de uma comédia bufa, encenada por um empresário e criminoso confesso e agora está sendo objeto de uma inquirição invasiva, arrogante, desprovida de respeito e do mínimo de civilidade. O questionário é um acinte à sua dignidade pessoal e ao cargo que ocupa, além de atentar contra vários dispositivos legais, bem como contra direitos individuais, inseridos no texto constitucional.”
Mariz afirma que “o interesse do presidente, declarado desde o início, é o de que haja uma investigação que coloque às claras a verdade dos fatos”.
“É inadmissível que se faça uma avaliação desses fatos precipitada e maculada por paixões políticas ou ideológicas ou por partidarismos de quaisquer espécies, pois está em foco a dignidade e a honra do Chefe do Poder Executivo”, observa a defesa.
(Com informações da Exame)
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco