quinta-feira, 25 de maio de 2017

Preço das frutas cai e o das hortaliças sobe

O aumento na oferta das principais frutas comercializadas nas Centrais de Abastecimento (Ceasas) mais representativas do país incentivou a queda de preços registrada nos mercados atacadistas em abril. É o que destaca o 5º Boletim Prohort de Comercialização de Hortigranjeiros nas Ceasas, divulgado nesta quinta-feira (25) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O preço da laranja, melancia e maçã caiu em oito dos mercados analisados. No caso da laranja e da melancia as quedas são justificadas pela início da safra e a elevação da oferta dos produtos. O menor percentual de queda para a laranja foi em Curitiba/PR (21,40%) e em São Paulo (20,49%), com o quilo do produto sendo comercializado a R$ 1,69 e R$ 2,01, respectivamente. São Paulo também apresentou a maior queda no preço da melancia (33,60%), R$ 1,12/kg, assim como Belo Horizonte/MG (28,53%), R$ 0,82/kg. Para a maçã, os preços caíram 13,33% em Recife/PE (R$ 3,51/kg) e 10% em Curitiba (R$ 3,51/kg), mesmo com a redução da quantidade na maioria dos mercados.

No caso do mamão, houve aumento de 5,93% em Brasília/DF (R$ 2,44/kg) e 1,83% em Belo Horizonte (R$ 1,71/kg). Nas outras centrais, a fruta foi comercializada com queda que variou de 26,19% em Goiânia/GO (R$ 1,77/kg) e 1,91% em Fortaleza/CE (R$ 5,55/kg).

A queda generalizada na oferta da banana foi a causa do aumento de preços na maioria das Ceasas: 14,39% em Curitiba/PR (R$2,26/kg) e 6,91% em Belo Horizonte (R$ 2,06/kg).

Hortaliças - Tomate, batata e cebola registraram uma menor oferta na produção, justificado pelo fim da Safra das Águas, o que aumentou os preços destes produtos no atacado no mês passado. A alta mais significativa do tomate foi de 42,58% na Ceasa Minas (R$ 2,04/kg) e 33,32% em Curitiba (R$ 2,6/kg).

Na contramão das demais hortaliças, a cenoura apresentou baixa nos preços comercializados, caindo 10,55% na Ceasa Brasília (R$ 1,38/kg) e 9% em Goiânia (R$1,41/kg).

O levantamento é feito nos mercados atacadistas, por meio do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), executado pela Conab, e considerou os principais entrepostos localizados nos estados de SP, MG, ES, PR, GO, DF, PE e CE.


Fonte: Conab
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | A informação ao seu alcance. Criado por: Cantu em Foco