segunda-feira, 29 de maio de 2017

Carneiro Hidráulico Alternativa Sustentável para o bombeamento de água em Nova Laranjeiras

No dia 23 de maio de 2017, estiveram na propriedade do produtor rural Ademir Francisco Kozikoski na comunidade do Rio da Prata, Nova Laranjeiras – PR, o Secretário municipal de Agricultura Victor Luiz Zago , Claudecir Celli Técnico em Agropecuária da Secretaria Municipal de Agricultura e o Médico Veterinário Eduardo Silva da Emater, onde foi instalado um carneiro hidráulico, com o intuito de levar água até a parte mais elevada na propriedade para posteriormente ser distribuída aos piquetes para o consumo do gado leiteiro. O carneiro hidráulico foi posicionado a aproximadamente 4 metros abaixo do reservatório d’água e a elevação até a caixa d’água fica aproximadamente 25 metros de altura com uma vazão de 180 litros por hora.
             O carneiro hidráulico, também chamado bomba de aríete hidráulico, balão de ar, burrinho, etc., foi inventado em 1796 pelo cientista francês Jacques E. Montgolfier. No Brasil, foi adaptado e estudado pelo Centro de Referencia em pequenos aproveitamentos hídricos (CERPCH).
Trata-se de um aparelho muito simples e de grande utilidade para o abastecimento de água nas propriedades rurais, podendo ser definido como uma máquina de elevação de água com energia própria. Uma vez instalado, este aparelho trabalha dia e noite (24 h / dia). O aparelho é instalado em nível inferior ao do manancial, a água que chega ao carneiro hidráulico inicialmente sai por uma válvula de descarga, até o momento em que é atingida certa velocidade elevada, nesse momento a válvula de descarga fecha-se repentinamente (“Golpe de Aríete”), ocasionando uma sobre pressão que possibilita, automaticamente, a elevação de uma parcela de água que nele penetra a uma altura superior à aquela de onde a água proveio, sem necessitar do uso de energia elétrica, bastando para isso que se tenha uma pequena queda hidráulica.
            O carneiro hidráulico  apresenta rendimento relativamente elevado, podendo variar, na maioria dos casos, de 50 % a 80 %, para cada metro de queda, pode elevar 10 metros. Por ser uma máquina simples, robusta e barata, que quase não requer manutenção. O custo fica aproximadamente em R$ 120,00 reais.
            Essa tecnologia simples, barata e sustentável se apresenta como ferramenta importante para viabilizar a produção agropecuária familiar no município de Nova Laranjeiras.
O Produtor compra as peças e a Secretaria Municipal de Agricultura Disponibiliza os técnicos para Montagem e implantação do equipamento.

Fonte;Assessoria de Imprensa
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | A informação ao seu alcance. Criado por: Cantu em Foco