sexta-feira, 12 de maio de 2017

8 alimentos que você deve evitar se sofre de hipertensão

É possível que, se você tem hipertensão, pense que sua oferta de alimentação se reduz de maneira drástica, mas tudo é questão de fazer escolhas inteligentes e saudáveis.




A hipertensão arterial é um dos transtornos cardiovasculares mais comuns na população, que se desenvolve quando o coração tem dificuldade para bombear o sangue até as demais partes do corpo.


Ela surge devido ao estreitamento ou obstrução das artérias, o que causa limitações no transporte do fluxo sanguíneo, duplicando o esforço do músculo cardíaco.

Há algumas décadas ela faz parte das doenças chamadas de “assassinas silenciosas”, já que não costuma apresentar sintomas e não causa reações.

O mais preocupante é que interfere no funcionamento de outros sistemas do corpo e, com o passar dos dias, causa alterações que afetam a qualidade de vida.

Devido a isso, é fundamental se submeter a exames médicos regulares, especialmente quando há antecedentes familiares ou outros fatores de risco.

Além disso, no caso de receber o diagnóstico, é preciso limitar o consumo de alguns alimentos que, por sua composição, podem causar mais complicações.

Hoje queremos compartilhar em detalhe os 8 principais para que você tente substituí-los por opções mais saudáveis.

Conheça-os!

Evite estes alimentos caso tenha hipertensão

1. Pão

pao-branco

O pão e outros produtos de padaria contêm altos níveis de sódio e gorduras saturadas que, ao serem absorvidos, aumentam os níveis de pressão arterial.

Uma única porção pode oferecer até 230 mg de sódio, ou seja, 15% da quantidade diária recomendada para o corpo.

O problema se agrava por seu teor de farinhas refinadas que, ingeridas de forma excessiva, causam sobrepeso e diabetes, dificultando o controle da hipertensão.

2. Bebidas com cafeína
O consumo excessivo de bebidas como o café e os refrigerantes de cola influenciam no aumento da pressão arterial, sobretudo quando já há um diagnóstico de hipertensão.

Todas as bebidas e alimentos com cafeína exercem um efeito estimulante que, inevitavelmente, influencia na atividade da pressão arterial.

3. Molhos industrializados

molhos-industrializados

Os molhos industrializados que são distribuídos para as saladas e outras receitas costumam ter em sua composição altos níveis de sódio que, como já mencionamos, podem levar à deterioração da saúde arterial.

A maionese, o molho de tomate e outros produtos similares são compostos por ingredientes químicos que, embora lhe deem um sabor delicioso, geram dificuldades metabólicas a longo prazo.

4. Manteiga e margarina
Tanto a manteiga quanto a margarina têm uma alta concentração de sódio e gordura que, ingerida de forma regular, afeta a saúde das artérias.

Sua ingestão aumenta os níveis de colesterol ruim (LDL) e forma uma placa dura que obstrui a passagem correta do sangue.

Além disso, estas substâncias tornam mais lento o funcionamento do metabolismo, e por isso levam a um aumento excessivo de peso.

5. Queijos

queijos

Os queijos tradicionais têm um alto teor de sal e gorduras saturadas que promovem o aumento da pressão arterial.

O sódio favorece a retenção de líquidos nos tecidos e, por sua vez, aumenta a tensão e o nível de inflamação.

Por sua parte, as gorduras vão se depositando nas artérias e causam um endurecimento que prejudica a circulação sanguínea.

Portanto, os pacientes com hipertensão devem evitá-los, ou substituí-las por uma receita de origem vegetal.

6. Carnes embutidas
As carnes embutidas parecem uma boa opção de alimentação porque sempre aparentam estar frescas e têm um sabor muito agradável.

No entanto, há alguns anos sua ingestão vem sendo desaconselhada, dado que oferecem grandes quantidades de gorduras saturadas e compostos químicos que afetam a saúde.

Seu alto teor de sal, somado às calorias e conservantes, aumenta o nível de inflamação dos tecidos e dificulta a circulação através das artérias.

Inclusive, a longo prazo, são uma causa de alterações metabólicas, incluindo a obesidade e a diabetes.

7. Doces

doces

Os doces e açúcares refinados são altamente viciantes e, infelizmente, muito prejudiciais para a saúde.

Eles devem ser excluídos da alimentação dos hipertensos, já que levam ao aumento excessivo de peso e a complicações como a diabetes.

No entanto, é possível optar por uma pequena quantidade de chocolate amargo, composto por pelo menos 60% de cacau, cujo teor de antioxidantes é benéfico para combater esta condição.

8. Alimentos em conserva
Os alimentos em conserva vendidos no mercado são compostos por uma alta quantidade de sal que aumenta o risco de hipertensão arterial.

Ao acrescentá-los à dieta, causam retenção de líquidos, uma condição que afeta a saúde renal e cardiovascular.

Você costuma comer estes alimentos? Se este for o caso, trate de evitá-los ao máximo para não sofrer as consequências em seus níveis de pressão arterial.

Em seu lugar, procure aumentar o consumo de frutas e vegetais, recomendados para o controle deste problema.


Fonte:Melhor com Saúde


Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco