sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Nova diretoria defende que Governo avalie qual cidade terá como sede a Cia Independente

Os gestores querem pressa na implantação do novo sistema de segurança pelos altos índices de ocorrências policiais

Na 1ª reunião ordinária da Associação dos Municípios Cantuquiriguaçu, os recém-eleitos prefeitos (as) demonstraram muita preocupação na questão da segurança pública, com os altos índices de ocorrências policiais, baixo efetivo policial e viaturas sucateadas. De acordo com o atual presidente, o prefeito de Pinhão, Odir Gotardo, é preciso buscar uma definição de qual cidade vai abrigar a Companhia Independente da Polícia Militar. “Nos próximos dias vamos fazer uma mobilização de prefeitos (as), para juntos solicitarmos uma agenda com o governador Beto Richa, secretários da Casa Civil e Segurança Pública, para um pedido de urgência neste assunto”, explanou Gotardo. Alguns gestores entendem que a escolha da cidade que vai abrigar a Cia precisa ser avaliada com alguns critérios, entre eles, a contribuição que este órgão policial pode trazer para cidade escolhida. “O aumento do efetivo policial sem sombra de dúvidas pode contribuir na movimentação do comércio local, seja em Laranjeiras do Sul, Rio Bonito, Cantagalo ou outra cidade da região”, destacou. Os prefeitos de Candói, Gelson Costa e Jair Rocha, de Cantagalo, disseram compartilhar da mesma ideia.
10 cidades

  O Capitão da 2ª Companhia da Polícia Militar, Jakson Aquiles Busnello foi responsável pelos levantamentos técnicos para a implantação da nova Companhia Independente da PM, na região da Cantuquiriguaçu. O projeto de lei foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Paraná, em dezembro de 2015, já publicado no diário oficial e aguarda secionamento do governador Beto Richa. De acordo com Busnello, a Cia Independente deverá atender 10 cidades, para uma população estimada de 110 mil habitantes. “Com a unidade policial independente teremos uma atuação descentralizada, com a presença da PM de forma mais efetiva nas comunidades inseridas”, explicou o Capitão. Chamando atenção para os inúmeros distritos na região, muitos deles distantes das sedes das cidades, sendo uma dificuldade maior no atendimento as ocorrências policiais. “O envolvimento dos prefeitos (as) neste momento será fundamental para termos a estrutura necessária nos destacamentos para o aumento do efetivo policial”, ressaltou. Lembrando que a elevação da Cia é uma reivindicação dos gestores públicos, conselhos de segurança (Conseg`s) e entidades. 
Efetivo Policial
  Com elevação da Cia a região deverá ter um aumento do efetivo policial em 50%, saindo dos atuais 181, para 273 policiais militares. “Certamente com este novo sistema poderemos fazer frente às demandas de segurança. Sendo o primeiro passo para no futuro a transformação em batalhão de polícia”, reiterou. Vão fazer parte da nova estrutura policial às cidades de Rio Bonito do Iguaçu, Cantagalo, Laranjeiras do Sul, Nova Laranjeiras, Virmond, Porto Barreiro, Marquinho, Goioxim, Palmital e Laranjal. 
Novas Viaturas
 Outro compromisso assumido pelo governo do Estado é a destinação de 20 viaturas novas para Polícia Militar e 10 para Polícia Civil. Segundo informações extraoficiais, o governo deverá receber nos próximos dias duas mil viaturas novas, das quais, algumas são para atender as cidades da Cantu.
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | A informação ao seu alcance. Criado por: Cantu em Foco