quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Prestes a completar 107 anos, idosa renova RG para provar que está viva

Os quase 107 anos de dona Regina Regos não a impediram de ir até o Poupatempo de Jundiaí (SP) para renovar o seu Registro de Identidade (RG) e, assim, comprovar ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que está viva e apta a continuar recebendo a aposentadoria.



O último documento da idosa - que irá completar 107 anos no próximo dia 10 de janeiro - havia sido tirado em 1994, também na unidade de Jundiaí, que é a mais próxima do local em que mora, na zona rural de Cajamar (SP).

Em entrevista ao G1 por telefone, a lucidez de dona Regina chama atenção e comprova que o peso da idade não abalou em nada a sua percepção do mundo. "Eu fui lá [na unidade do Poupatempo], fui bem atendida, fiquei sentada, bem acomodada. Depois tirei foto, assinei os papéis e pronto. Não foi sacríficio nenhum ir até lá", disse.
Apesar da aposentada esbanjar vitalidade, ela não foi sozinha renovar o seu RG. O filho dela, o também aposentado Joaquim Rego Soares, de 73 anos, e o neto, Jackson Francisco Soares, de 39 anos, a acompanharam até a unidade de Jundiaí.

A natureza é boa. Mas não é só isso não, é por Deus mesmo"
Regina Regos, sobre o segredo da longevidade

Depois do registro da papelada para a renovação do documento de identidade, a dupla até posou para uma foto ao lado da matriarca da família, que atualmente é viúva, mas que não deixa de colocar um sorriso bem bonito no rosto toda vez que vai tirar uma fotografia.
"Minha mãe tem pressão alta, toma remédio e até já operou a visão um tempo atrás, mas, apesar de tudo, está bem. Ela é bem agitada, não gosta de ficar parada, não. Faz comida boa pra toda a família, que é uma das coisas que ela mais gosta", contou Joaquim, que é um dos oito filhos da aposentada.

Como o documento de identidade não fica pronto no mesmo dia, o neto da idosa, o Jackson, ficou encarregado de buscá-lo no Poupatempo de Jundiaí e, depois, levá-lo para a sua avó. Ao receber o RG em mãos, a aposentada não conseguiu esconder a felicidade.

Já sobre o segredo da longevidade, Regina logo faz questão de afirmar: "A natureza é boa, filha", disse em meio a muitas risadas a idosa, que é natural de Taiobeiras (MG), mas mora há mais de 70 anos no estado de São Paulo. "Mas não é só por isso não, filha. É por Deus mesmo. Só por Ele que estou por aqui ainda", acrescentou.

E mesmo perto de completar mais um ano de vida, a idosa não planeja fazer nenhuma festa. Até porque, segundo ela mesmo disse à reportagem, "a crise não permite, né?!". Porém, ela garante que a porta da casa dela estará sempre aberta para receber a família e amigos queridos, com um delicioso pilão mineiro e também um feijão caprichado no fogão de lenha, tudo feito por ela, que, apesar dos mais de 100 anos, não quer saber de ficar parada. 

De um lado, Regina esbanjando vitalidade. Do outro, acompanhada do filho e do neto para renovar o RG (Foto: Arquivo Pessoal/Regina Rego)
De um lado, a idosa esbanjando vitalidade. Do outro, acompanhada do filho e do neto para renovar o RG na unidade do Poupatempo em Jundiaí (Foto: Arquivo Pessoal/Regina Rego)


Fonte:G1
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco