segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Avião de carga turco cai em área residencial e deixa pelo menos 37 pessoas mortas

Ao menos 37 pessoas morreram nesta segunda-feira (16) na queda de um avião de carga turco em uma área residencial próxima ao Aeroporto Internacional Manas, a 25 quilômetros de Bisqueque, capital do Quirguistão. Segundo o site da organização Aviation Safety Network, entre as vítimas estão quatro tripulantes da aeronave e pessoas que estavam em terra, entre elas, algumas crianças. Há informações de feridos que teriam sido internados em hospitais da capital.
O avião, um Boeing 747 da ACT Airlines, caiu às 7h30 no horário local (23h30 no horário de Brasília) em uma área residencial, no bairro de Dacha-Suu, destruindo 43 casas, do total, 15 focaram totalmente destruídas, segundo o ministério das Situações de Emergência.
"O avião caiu sobre suas casas e matou famílias inteiras", disse uma testemunha do acidente que não quis divulgar seu nome. "Não restou nada das casas, as pessoas morreram com seus filhos, muitos estavam dormindo", acrescentou.
Vindo de Hong Kong, na China, o avião se preparava para fazer parada no aeroporto de Manas antes de seguir caminho rumo a Istambul, na Turquia.
A administração do aeroporto informou que a visibilidade no momento do acidente era ruim, mas a causa da queda ainda será investigada.
Autoridades identificaram inicialmente o Boeing 747-400 como pertencente à Turkish Airlines, mas a operadora de carga turca ACT Airlines disse ser proprietária da aeronave.
Em seu perfil no Twitter, a Turkish Airlines manifestou seu pesar pelo ocorrido. "Nossas condolências às famílias daqueles que perderam a vida no trágico incidente envolvendo uma aeronave da ACT Airlines no Quirguistão", disse a empresa na rede social.
O Quirguistão é um país da Ásia Central, ex-integrante da antiga União Soviética, com pouco mais de 5 milhões de habitantes. Faz fronteira ao norte com o Cazaquistão, a oeste com o Uzbequistão, ao sul com o Tajiquistão e a noroeste com a China.
Colaboração Folha de São Paulo/com informações de agências internacionais
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | 5 anos informando a Cantu. Criado por: Cantu em Foco