segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O que comer para não sentir tanto cansaço


Ainda que não acreditemos, quando estamos cansados nossa alimentação é determinante para nos trazer as energias necessárias para podermos enfrentar as tarefas cotidianas.



Não importa o quanto você durma, que atividades realize diariamente ou se você gosta do que faz: o cansaço está sempre presente. Parece que as horas de sono nunca bastam, ou que a organização da agenda não permite que todas as tarefas sejam realizadas.

Se, ultimamente, você sente que os dias são insuficientes para terminar suas tarefas ou que você boceja o tempo todo, recomendamos que leia o seguinte artigo. Talvez o problema esteja relacionado com a sua alimentação.

Saiba o que deveríamos comer para deixar de estarmos tão cansados.

Dieta para deixar o cansaço de lado

O fato de você se sentir cansado o tempo todo pode se dever a um excesso de trabalho, a uma falta de sono ou a uma alimentação desequilibrada (ou a uma combinação dos três).

Além de evitar o estresse e dormir 8 horas por noite, recomendamos que você inclua estes alimentos em sua dieta:

1. Molhos naturais

molho_de_soja

O molho de soja (com baixo teor de sódio) e o missô são dois molhos que podem dar mais sabor a seus alimentos e a ajudar a diminuir o cansaço.

O primeiro se emprega em assados, massas ou peixes, e tem muito poucas calorias. Tenha cuidado com as quantidades, porque pode fornecer sal em excesso a seu organismo e aumentar a pressão arterial.

O missô, por outro lado, é uma pasta que se obtém ao fermentar as vagens de soja e se usa para temperar ensopados ou sopas.

Em qualquer caso, recomendamos que você escolha versões naturais e orgânicas compradas em lojas de produtos naturais.

2. Café (em poucas quantidades)
Não podemos abusar da cafeína porque, ainda que possa nos ajudar a diminuir o cansaço, tem contraindicações que não podemos deixar de lado.

O café pode ser um energético apenas em certos momentos, mas além dele, existem outros alimentos que elevam o estado de ânimo e a capacidade de concentração.

Entre eles podemos citar o chocolate e o chá. Se você consumir mais do que o adequado, os efeitos podem variar desde dor de cabeça até ansiedade, passando pela insônia ou pelo nervosismo.

3. Sal marinho e algas

algas

Ambos os alimentos são saudáveis e servem para evitar que o cansaço nos domine.

Talvez as algas não sejam de seu agrado, mas sempre podemos combiná-las com outros alimentos, como o arroz, por exemplo, e temperá-las, para que percam seu sabor concentrado.

O sal marinho e o sal rosa são duas boas opções para diminuir os danos causados pelo sódio, que se convertem em falta de energia no dia a dia.

4. Frutas frescas
Uma maçã, uma laranja ou uma pera são lanches e sobremesas perfeitas se sentirmos vontade de comer algo doce. As frutas em geral nos trazem minerais, vitaminas, fibras e muita água.

Além disso, por terem carboidratos simples, convertem-se facilmente em glicose (que nos dá uma dose extra de energia).

Os sucos naturais também são uma excelente ideia. Recomendamos bebê-los antes de praticar esportes ou durante jornadas muito intensas no trabalho ou nos estudo.

5. Sementes

sementes

Um punhado de sementes de chia, gergelim ou abóbora no café da manhã pode nos dar a energia de que precisamos para enfrentar o dia. Elas combinam muito com batidas, iogurtes ou sucos naturais.

As sementes de chia, por exemplo, estabilizam o sistema nervoso, e as de gergelim favorecem a síntese das endorfinas. Portanto, não as subestime.

6. Iogurte
É um laticínio perfeito para consumir se estamos de dieta, se queremos nos alimentar bem ou atingir a dose diária de cálcio.

Além disso, podemos escolher entre tantos sabores que nunca vamos enjoar… e ainda menos se o combinarmos com aveia, passas, amêndoas ou sementes de chia.

O iogurte proporciona saciedade e evita que nos sintamos cansados.

7. Cereais integrais

cereais_integrais

O arroz, a cevada ou a quinoa são três exemplos de cereais integrais que vale a pena consumir se queremos nos sentir menos cansados e render mais.

Isso porque eles contêm uma boa dose de carboidratos, que se transformam em energia ao ingressar no corpo. A boa notícia, além disso, é que saciam mais o apetite do que as farinhas refinadas.

8. Legumes crus
A cenoura, o aipo e o tomate são vegetais que podemos comer com facilidade no verão, ou quando faz calor. No entanto, quando chega o inverno buscamos alimentos mais saciantes, gordurosos ou “substanciosos”.

Devemos ingerir vegetais crus em saladas quando faz frio, porque eles nos enchem de energia. Para não enjoar, você pode cozinhá-los no vapor ou salteá-los com um fio de azeite de oliva.

9. Frutas secas

frutas_secas

Assim como acontece com as sementes, as frutas secas são perfeitas para o meio da manhã ou da tarde, quando pensamos que nossa gasolina está acabando e não podemos manter os olhos abertos ou parar de bocejar no escritório.

Um punhado de amêndoas, nozes ou castanhas de caju será suficiente para nos revitalizar por um tempo.

Quer energia adicional? Então, misture as nozes e castanhas com algum fruta, como a maçã, e aveia e suco de laranja. Um café da manhã nutritivo e energético, além de 100% natural.

10. Peixes
É verdade que os peixes não saciam o apetite por muito tempo, mas nos oferecem vários nutrientes (como os ácidos graxos ômega 3), que se transformam em combustível e reparam tecidos.

Além disso, o peixe evita que as proteínas consumidas se convertam em gordura.

Não se esqueça de beber muita água, já que às vezes a falta de hidratação se traduz em cansaço e falta de apetite. Os dois litros ao dia não são um capricho, mas uma necessidade!



Fonte: Melhor com Saúde
Recomendamos para você:
 
VOLTAR AO INICIO
Copyright © 2013-2017 Cantu em Foco | A informação ao seu alcance. Criado por: Cantu em Foco